terça-feira, 24 de julho de 2012

Lições de Inglês - This I Love - Guns n' Roses

Terremoto que do nada vira seu humor do avesso.
Aperto por dentro.

Seguimos a vida, com uma faixa do último álbum do Guns n' Roses, Chinese Democracy.
A canção chama-se This I Love...
 

This I Love
And now I don't know why
She wouldn't say goodbye
But then it seems that I
Had seen it in her eyes.


And it might not be wise
I'd still have to try
With all the love I have inside
I can't deny

I just can't let it die
Cause her heart's just like mine
And she holds her pain inside
So if you ask me why
She wouldn't say goodbye
I know somewhere inside

There is a special light
Still shinning bright
And even on the darkest night
She can't deny


So if she's somewhere near me
I hope to God she hears me
There's no one else
Could ever make me fell
I'm so alive
I hope she'd never leave me
Please God you must believe me
I've searched the universe
And found myself
Within' her eyes

No matter how I try
They say it's all a lie
So what's the use of my
Confessions to a crime
Of passions that won't die
 In my heart



So if she's somewhere near me
I hope to God she hears me
There's no one else
Could ever make me feel
I'm so alive
I hope she'd never leave me
Please God you must believe me
I've searched the universe
And found myself
Within' her eyes

 





So if she's somewhere near me
I hope to God she hears me
There's no one else
Could ever make me fell
I'm so alive
I hoped she'd never leave me
Please God you must believe me
I've searched the universe
And found myself
Within' her eyes


And now I don't know why
She would't say goodbye
It just might be that I
Had seen it in her eyes
And now it seems that I
Gave up my ghost of pride
I'll never say goodbye.

video



Eu Amo Isso

E agora eu não sei porque
Ela não quis dizer adeus
Mas, então, parece que eu
Tinha visto isso nos olhos dela.


E não seria sensato
Eu ainda tenho que tentar
Com todo o amor que tenho dentro de mim
Não posso negar


Eu só não posso deixar morrer
Pois o seu coração é exatamente como o meu
E ela guarda sua dor dentro de si

Então se você me perguntar por que razão
Ela não quis dizer adeus
Eu sei em algum lugar lá dentro

Há uma luz especial
Ainda brilhando claramente
E até mesmo sobre a noite mais escura
Ela não pode negar

Então se ela está em algum lugar perto de mim
Eu peço a Deus que ela me escute
Não há mais ninguém
Que poderia fazer-me sentir tão vivo
Eu estou vivo
Eu esperava que ela nunca fosse me deixar
Por favor Deus, você precisa acreditar em mim
Eu procurei pelo universo
Eme encontrei
Dentro dos olhos dela
Não importa o quanto eu tente
Eles dizem que é tudo mentira
Então, qual é a utilidade das minhas
Confissões de um crime
De paixões que não vão morrer
No meu coração
 
Então se ela está em algum lugar perto de mim
Eu peço a Deus que ela me escute
Não há mais ninguém
Que poderia fazer-me sentir
Eu estou vivo
Eu esperava que ela nunca fosse me deixar
Por favor Deus, você precisa acreditar em mim
Eu procurei pelo universo
E me encontrei 
Dentro dos olhos dela
 
Então se ela está em algum lugar perto de mim
Eu pelo a Deus que ela me escute
Não há ninguém
Que poderia me fazer sentir
Eu estou vivo
Eu esperava que ela nunca fosse me deixar
Por favor Deus, você precisa acreditar em mim
Eu procurei pelo universo
E me encontrei 
Dentro dos olhos dela
E agora eu não sei por que
Ela não quis dizer adeus
Pode ser aquilo que eu
Tinha visto nos seus olhos
E agora parece que eu
Desisti do meu fantasma de orgulho
Eu nunca vou dizer adeus...  
video

segunda-feira, 23 de julho de 2012

Vento Forte

Vento forte sopra contra mim
Meus sentimentos
minha tristeza momentânea
Meu positivismo totalmente abalado
Meu coração dilacerado

Meu tempo de absurdo luto
Do que parece que nunca morrerá

Minha lágrima que cai agora
em frente a estranhos
eu que nem ligo
Eu que não sei o que dizer
Eu que não sei como lidar

Eu que vôo com asas sem destino
Pra lugar nenhum que eu possa ousar
Ousar sentir, ousar amar

As coisas não correram tão bem

Talvez seja a hora de eu me acostumar... RR


sexta-feira, 20 de julho de 2012

E no dia do Amigo...

Houve uma época em que jorravam idéias da minha cabeça, com as quais eu conseguia fazer meu tempo passar. Pequena parte delas residem aqui mesmo, nesse blog. Pois bem, hoje em dia não tenho tido tempo nem sequer pra ter idéais. Na verdade, não sei até que ponto posso dizer que isso é realmente falta de tempo, ou um mal aproveitamento dele. 



Se bem que é verdade que, desde o comecinho desse ano de 2012, eu botei na cabeça e sabia que seria um ano de intenso trabalho e ocupação pra minha mente. E tinha mesmo de ser. Havia uma necessidade violenta de preencher o tempo que sobraria de coisas que não teria mais no meu dia-a-dia. E assim foi. E assim tem sido. E assim será até o final do ano. É provável e tomara que se realize mesmo, que o ano que vem seja de grande promiscuidade. Sim, eu espero isso. E todo o trabalho envolvente deste momento se reflete em uma meta que tenho, que será de grande valia para realizar meu objetivo vadío do ano que vem. E ao que tudo indica, acho que meu esforço será recompensado exatamente com o que quero. E não há nada melhor nessa vida do que conseguir o que se quer a partir do seu próprio esforço. 



Alguns dias eu fico cansado, como hoje por exemplo. É óbvio que existem distrações no meio do caminho, mas de forma pouco intensa e sem continuidade, pois é assim que prefiro mantê-las. Flutuo livre de apegos, forte em meus objetivos a acima de tudo, consciente do que quero e do que faço em prol disso. 



Sinto vontade de fazer algumas coisas que não tenho conseguido. Como escrever mais nesse espaço do blog, por exemplo. Minhas postagens mixurucas desse ano mostram realmente que não tenho parado muito por aqui. Mas também outras coisas, como praticar exercícios físicos, ler bons livros, cuidar melhor da alimentação e enfim, essas coisas simples que se pode e deve fazer. Sem falar que não tenho feito festa alguma, não tenho viajado praticamente nada, ao menos não no sentido de ir apenas pra me divertir e conhecer novos lugares (isso é algo que está muito previsto pro ano que vem.) Não o faço pra não gastar dinheiro mesmo, pois estou juntando, controlando, cuidando para que a meta que tenho seja atingida. Ora, posso falar abertamente sobre ela, pois não é segredo pra ninguém e não precisa ser aqui também; essa meta é comprar um carro. Mas às vezes chego a algumas conclusões que me assustam até, de ... como posso dizer, de que estou deixando de fazer algumas coisas não por não gastar dinheiro, mas sim por vergonhosa falta de ânimo pra isso. E esse motivo é exatamente o que eu mais detesto que aconteça. Há algumas variantes importantes de se analisar sobre a razão disso. O próximo parágrafo será um começo importante para que se possa entender uma dessas razões.. prosseguimos...



Então, justamente hoje, no tão importante dia do amigo, eu estou sentindo absoluta falta dos meus. E dentre todas as maravilhas que a vida tem me proporcionado esse ano, ta aí uma coisa que anda em baixa, que está pesando contra na balança. A dispersão dos meus amigos é algo que eu alio diretamente à essa falta de disposição que volta e meia me bate. Aí você pode perguntar: "Mas RR, por qual motivo você não os procura mais vezes, então?" E eu respondo que de umas semanas pra cá, até o tenho feito e o contato com alguns deles, que até então estava beirando o 0%, já aumentou e melhorou. Mas ainda muito longe do ideal que espero ter. Não sou do tipo de pessoa que fica se lamentando e reclamando do rumo que as coisas tomam, ou do tipo que vive apenas de lembranças. Eu vivo o hoje de forma intensa e olho sempre em frente, de olho no que posso fazer amanhã. Olho pras coisas que passaram com um sorriso maroto na cara e uma vontade de fazer mais e diferente do que já foi. Enfim, mas abro uma excessão nesse instante pra  lamentar a falta que estão fazendo meus amigos na minha vida. Os tenho e sei onde estão, e sei que em caso de urgência eu posso contar com cada um deles. Mas simplesmente pra estarmos juntos, estão quase sempre ocupados, talvez tanto quanto eu, em suas coisas e em seus mundos e em seus relacionamentos amorosos, ou em suas buscas pela salvação dentro da porcaria de uma religião e enfim, distantes de mim. Por vezes deixo de ligar ou procurar entendendo que posso estar sendo inconveniente ou que minha companhia já não é mais tão bem-vinda. Ou talvez isso tudo seja apenas uma bobajada de um momento meio carente de minha parte. Mas penso: se eu os tivesse de forma mais intensa na minha vida, eu jamais estaria aqui sozinho hoje escrevendo essas coisas. Sei que as nossas vidas não são como há dois anos atrás em que a gente vivia de galera reunida e juntos na maior parte do tempo. Era uma convivência diária que hoje em dia não existe mais. Começou a se perder no início do ano passado. Sim. 






O fato é que me incomoda que eu não prossiga sozinho e indiferente a isso. Mas a questão é que tínhamos um papel fundamental na vida uns dos outros, que era justamente aplicar a disposição em nossos atos. Se um tava desanimado, os outros já chegavam zoando e a vontade vinha do nada, e quando menos esperássemos, algo sensacional acontecia e quando víamos, tínhamos vivido uma história a mais para contar.




O tempo que disperdiçamos hoje é precioso. E nós sabíamos bem disso. Não é de se dizer que não aproveitamos enquanto estávamos em união extrema. Pelo contrário, vivemos tudo e sabíamos que isso, mais cedo ou mais tarde, aconteceria. Não sabíamos explicar como, quando ou porquê, mas conversámos muito e todas as nossas reflexões a respeito de como as coisas são nos levavam a essa conclusão. Era fácil falar quando todos estavam ali, difícil tem sido vivenciar isso. 






E enfim, pra finalizar, queria dizer nesse dia do Amigo, que amo muito os que tenho. Distantes ou perto, presentes ou não, estes sabem quem são e sabem a importância que têm pra mim. Amizade de verdade, só sabe como é quem a tem.



No mais, a vida segue seu rumo e os dias seguirão passando rápido. Se hoje não há tanta disposição, amanhã deverá ser diferente. Só consegue o que quer quem batalha por isso. Um brinde à vida e a tudo que ela nos permite, e a tudo que nós permitimos que aconteça em nossas vidas. 


SEGUIMOS EM FRENTE!!! RR 

quarta-feira, 11 de julho de 2012

Calada...


Seu único defeito é falar demais


Você acredita quando digo que és minha rainha?
Você acredita quando eu digo isso?


Você me irrita com seu jeito delicado de ser
E essa mania esquisita de fazer tudo que eu peço
Eu não aturo mais seus carinhos e beijinhos
E eu não posso mais viver com isso


Seu único defeito é falar demais


Você acredita no meu amor
Você acredita que eu sinto isso?


Vou te matar e colocar pra gelar
Vou te tomar em doses múltiplas
Pra colocar na minha cabeça
Que tudo estará melhor quando tiver acabado


Seu único defeito é falar demais


Eu não acabarei em você essa noite
Eu gozarei em outra boca essa noite
Estarei destruindo esperanças retorcidas


Você sabe que sempre será minha rainha
Não sabe?


Seu belo rosto numa bandeja
Seus peitos num jarro de vidro
Que vou deixar atrás da porta
Seus olhos embaixo do travesseiro
Terá você em toda parte


Mas de uma vez por todas


Calada
Calada
Calada
Calada
Calada
Calada...

Estagnação

Faça melhor do que já fez, saia de casa e vá a luta. Se não souber por onde começar, ouça seu coração. O que realmente quer da vida? Perder dias e noites dormindo depois de ficar horas na frente da tv vendo novela? Espera que as coisas caiam do céu. Mas assim não é a melhor maneira. Depois irá se lamentar quando perceber que não pode mais voltar atrás.



Conseguiremos tudo o que quisermos. Suas desculpas me irritam e eu não quero nem posso fazer nada. Te daria um empurrão. Te pegaria pelos ombros e te sacudiria até a exaustão. Você torna-se patético em suas ações e seu espelho lhe diz isso em LETRAS MAIÚSCULAS.



As pessoas ao redor seguem tentando qualquer coisa. Você apenas observa. Pede favores, implora por trocados, não sente vontade de nada. De quem será a culpa? Até quando irá esperar pelo milagre divino?



Não lhe resta opinião nem opções. Usa drogas que te deixam mais idiota do que já é. Joga no lixo a vida que, ao menos nesse plano, é uma só. Se quer mesmo se destruir, siga por onde já estais.



Perceba que todos que gostavam de você se afastaram aos poucos. Hoje está só e sem perspectivas. Se está no fundo do poço, só lhe resta subir.



E então, vai continuar aí sentado?