sábado, 30 de outubro de 2010

Lição de Inglês II - Guns n Roses - One In A Million


Hoje estudei uma música polêmica do disco polêmico da polêmica banda de hard Core, melhor de todos os tempos, Guns n Roses. O Disco chama-se "Lies", a música é "One In A Million"


One In A Million

Guess I needed
Sometime to get away
I needed some peace of mine
Some peace of mind that'll stay
So I thumbed it
Down to sixth and L.A.
Maybe your greyhound
Could be my way

Police and niggers
That's right
Get out of my way
Don't need to buy none of your
Goldchains today
I don't need no bracelets
Clamped in front of my back
Just need my ticket till then
Won't you cut me some slack

You're one in a million
Yeah, that's what you are



You're one in a million, babe
You're a shooting star
Maybe someday we'll see you
Before you make us cry
You know we tried to reach you
But you were much to high
Much to high
Much to high
Much to high



Immigrants and faggots
They make no sense to me
They come to our country
And think they'll do as they please
Like start some mini Iran
Or spread some fucking disease
They talk so many goddamn ways
It's all greek to me
Well some say I'm lazy
And others say that's just me
Some say I'm crazy
I guess I'll always be
But it's been such a long time
Since I knew right from wrong
It's all the means to an end, I,
I keep on movin' along

You're one in a million
Yaeh, that's what you are
You're one in a million, babe
You are a shooting star
Maybe someday we'll see you
Before you make us cry
You know we tried to reach you
But you were much to high
Much to high
Much to high
Much to high

Radicals and racists
Don't point your finger at me
I'm a small town white boy
Just tryin' to make ends meet
Don't need your religion
Don't watch that much TV
Just makin' my livin', baby,
Well that's enough for me
You're one in a million
Yeah, that's what you are
You're one in a million, babe
You are a shooting star
Maybe someday we'll see you
Before you make us cry
You know we tried to reach you
But you were much to high
Much high
Much high
Much high

One In A Million (Tradução)

Acho que precisava de um tempo para fugir
Precisava de um pouco de paz de espírito
Paz de espírito que durasse
Então peguei carona até Sixth e Los Angeles
Talvez um galgo esteja em meu caminho
Policiais e crioulos, está certo
Saiam do meu caminho





Não quero comprar nenhuma de suas
Correntes de ouro hoje
Não preciso de pulseiras
Presas nas minhas costas
Só preciso do meu bilhete, até lá
Não poderia me soltar um pouco?

Você é uma em um milhão
Sim, é o que você é
Você é uma em um milhão, babe
Você é uma estrela brilhante
Talvez algum dia a vejamos
Antes de você nos fazer chorar
Você sabe que tentamos te alcançar
Mas você está alto demais
Alto demais
Alto demais
Alto demais, sim

Imigrantes e homossexuais
Não fazem sentido para mim
Eles vêm para nosso país
E acham que podem fazer o que quiser
Como começar um mini Irã
ou disseminar doenças horríveis
Eles falam de tantas malditas maneiras
É tudo estranho para mim

Bem, alguns dizem que sou louco
E outros dizem que sou apenas eu mesmo
Alguns dizem que sou louco
Eu acho que vou sempre ser
Mas tem sido um longo tempo
Desde que sei distinguir o certo do errado
São tudo meios de chegar a um fim
Eu continuo agindo

Você é uma em um milhão
Sim, é o que você é
Você é uma em um milhão, babe
Você é uma estrela brilhante
Talvez algum dia a vejamos
Antes de você nos fazer chorar
Você sabe que tentamos te alcançar
Mas você está alto demais
Alto demais
Alto demais
Alto demais

Radicais e racistas
Não apontem seu dedo para mim
Eu sou um garoto branco de uma cidade pequena
Apenas tentando sobreviver
Não preciso de sua religião
Não assisto muito TV
Apenas me mantenho vivo, babe
Bem, isso é suficiente para mim
Você é uma em um milhão
Sim, é o que você é
Você é uma em um milhão, babe
Você é uma estrela brilhante
Talvez um dia a vejamos
Antes de você nos fazer chorar
Você sabe que tentamos te alcançar
Mas você está alto demais
Alto demais
Alto demais
Alto demais...


video

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Vou estar...

Todas as vezes, sempre mais
a gente parece que sempre precisa de algo
eu to tentando entender
eu não quero ter que esquecer
se precisar que eu estaja aqui
eu vou estar
simplesmente estarei
simplesmente vou estar

Todas as vezes, um pouco de paz
e tente me dizer que não precisa de algo
eu faço o que for por você
e não tente me persusadir
porque dessa vez eu admito
que eu sempre vou estar aqui
eu vou estar
simplesmente estarei
simplesmente vou estar..RR

Ao Lado Teu

De onde vem você
Porque tem esse efeito em mim
sou só o que eu não gostaria
pois agora
nesse momento
eu estou sem você
Eu nunca te fiz absolutamente
nada para que você ficasse diferente
eu digo as coisas de forma inocente
Não quero me revoltar
Eu só preciso estar
ao lado teu...ao lado teu... RR

Certeza...

Desde as coisas mais simples
Precisava ver o sol nascer
e ha algum tempo eu não consigo
Precisam de assunto
quero muito estar junto
mas tem coisas se tranformando
as voltas inteiras que eu estou dando

Tanto faz quando chego em casa tarde
Eu não to conseguindo dizer o que eu quero
Acho que existe um momento breve que eu espero
Eu não sei o que vai acontecer
Acho que meus olhos gostariam de ver
Estar em outro lugar
Segurar as lágrimas e não chorar
Mas eu gostaria de tantar

Afinidade, sorte, própria morte
Dignidade abalada...
Não sei quem eu sou hoje...
Momento indefinido...
som das vozes... Eu quero mais...
Eu preciso de um pouco mais...
de certeza... RR

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

EU e as AFTAS

Elas aparecem para me atormentar... surgem sorrateiras e miudinhas, praticamente imperceptíveis... e quando eu vejo elas se multiplicam de número e tamanho. E coloca-se sal e anti-sépticos bucais, bicarbonato de sódio e o caramba. Arde e aí vem inferno maior, começam os efeitos colaterais desse mal, que além de resultar em dor e transtorno para várias atividades do meu dia, elas fazem o pior de tudo, afetam minha mente. Minha paciência com tudo e todos reduz a zero. Minha inquietude triplica e eu fico um chato. Sinto como se meu cérebro quisesse fazer mil coisas enquanto meu corpo não respira ânimo algum. Acho que é semelhante a TPM das mulheres, só que sem cólicas. E isso não tem data certa para acabar, exceto quando as malditas AFTAS desaparecerem de vez. E assim espero, driblando minha chatisse e impaciência... rrrrr

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Leitura


Hoje, depois de muito tempo, resolvi voltar a ler. Quer dizer, ontem, mais precisamente. E lá se foi o primeiro livro... Sherlock Holmes, O Signo dos Quatro. O livro é demais e eu comecei a descobrir o que eu gosto de ler, já que não lia nada. Por enquanto o suspense policial me prendeu a atenção...em dias em que a estagnação de não ter muito o que fazer quase me levou à loucura. Quero ver se prossigo com o hábito da leitura. Até o próximo... RR

domingo, 24 de outubro de 2010

Lição de Inglês - Oasis - Live Forever

Hoje estudei um pouco o inglês... busquei a terceira faixa do primeiro álbum do Oasis, "Definitely Maybe", de 1996, a música chama-se "Live Forever"...












Eu já a conhecia. É demais. É pequena e não deu muito trabalho para traduzir...

Live Forever - Oasis

Maybe I don't really wanna know
How your garden grows
Cos I just want to fly
Lately, did you ever feel the pain
In the morning rain
As it soaks you to the bone

Maybe I just want to fly
I want to live I don't want to die
Maybe I just want to breath
Maybe I just don't believe
Maybe you're the same as me
We see things they'll never see
You and I are gonna live forever

I said, maybe I don't really wanna know
How your garden grows
Cos I just want to fly
Lately, did you ever feel the pain
In the morning rain
As it soaks you to the bone
Maybe I will never be
All the things that I want to be
But now is not the time to cry
Now's the time to find out why
I think you're the same as me
We see things they'll never see
You and I are gonna live forever
Maybe I don't really wanna know
How your garden grows
Cos I just want to fly
Lately, did you ever feel the pain
In the morning rain
As it soaks you to the bone

Maybe I just want to fly
I want to live I don't want to die
Maybe I just want to breath
Maybe I just don't believe
Maybe you're the same as me
We see things they'll never see
You and I are gonna live forever

Gonna live forever
Gonna live forever
We're gonna live forever
Gonna live forever
Gonna live forever
We're gonna live forever

Live Forever - Oasis (Tradução)
Talvez eu realmente não queira saber
Como seu jardim floresce
Eu apenas quero voar
Ultimamente você sentiu a dor
Numa manhã de chuva
Como se estivesse molhado até o osso
Talvez eu apenas queira voar
Eu quero viver eu não quero morrer
Talvez eu apenas queira respirar
Talvez eu apenas não acredite
Talvez você seja igual a mim
Nós vemos coisas que eles nunca verão
Você e eu iremos viver para sempre

Eu digo, Talvez eu realmente não queira saber
Como seu jardim floresce
Eu apenas quero voar
Ultimamente você sentiu a dor
Numa manhã de chuva
Como se estivesse molhado até o osso

Talvez eu nunca serei
Todas as coisas que eu quero ser
Mas agora não é hora para chorar
Agora é hora de descobrir por quê
Eu penso que você é igual a mim
Nós vemos coisas que eles nunca verão
Você e eu iremos viver para sempre

Talvez eu realmente não queira saber
Como seu jardim floresce
Eu apenas quero voar
Ultimamente você sentiu a dor
Numa manhã de chuva
Como se estivesse molhado até o osso
Talvez eu apenas queira voar
Eu quero viver eu não quero morrer
Talvez eu apenas queira respirar
Talvez eu apenas não acredite
Talvez você seja igual a mim
Nós vemos coisas que eles nunca verão
Você e eu iremos viver para sempre

Vamos viver pra sempre
Vamos viver pra sempre
Nós iremos viver pra sempre
Vamos viver pra sempre
Vamos viver pra sempre
Nós iremos viver pra sempre...


video





sexta-feira, 22 de outubro de 2010

aBiSmO


Houve um tempo
Um tempo diferente
Sem meias palavras, sem meios termos
Mãos unidas, promessas feitas
De nunca...jamais deixar acabar
Não separar, não desfazer, viver

Mas olhe hoje as coisas
Ninguém tem a razão nas mãos
Todos nós temos sua generosa parcela de culpa...

...um, dois, três, lá vai
Achei um dia que daria, nós sabíamos e falávamos que não, que de uma hora pra outra chegaria o dia em que tudo mudaria... nós tínhamos razão...
Mas eu não admitia, não queria... e jurava que tentaria... o ano virou, tudo mudou.. o grande dia parece que chegou... olho pra gente hoje...e não nos vejo em lugar algum, senão num álbum de fotos perdido lá atrás...
Não estamos sozinhos...pelo contrário, nos fortalecemos em outras correntes, diferentes das de antes, mais fortes que as de antes, que não tinham valor algum..pois antes a corrente principal éramos nós e mais ninguém... sabíamos que mudaria...sabíamos...mas não queríamos...
Agora pra onde vamos...senão pra lados opostos...? Tem trabalho, tem mulheres, tem amores, tem visões e pontos de vistas, ok...ok...ok... tem muita coisa esquecida...tem palavras não ditas...um dicionário de coisas que antes eram expostas todas as noites em madrugadas que não terminavam...
Todos nós somos culpados por isso... aliás, nenhum tem o direito de apontar o dedo na cara de ninguém... a gente é dono do nosso caminho... cada um sabe o que quer e o que faz...
A gente queria e fomos atrás... se a conseqüência é essa... talvez o que fazer?
Uma coisa é certa... O TEMPO NÃO VOLTA ATRÁS...
O TEMPO NÃO VOLTA ATRÁS...
O TEMPO NÃO VOLTA ATRÁS...
JAMAIS VOLTARÁ!!! RR

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Coração Aberto


Dificil de encarar... a gente ama alguém e com isso tudo muda... aliás...mudanças são sempre bem-vindas...embora às vezes desça ardendo. Eu nunca me importei com opinião de ninguém a meu respeito...porém quando essa opinião provém de uma pessoa que ocupa lugar único...eu tenho me importado, tenho sentido um pouco.

Coração apedrejado, por vezes bem cuidado. Fica a mercê dos ventos e temporais, dali ha pouco abrigado e acolhido. Quando deixado, dá um ruim!!! Quando amado é o céu na sua melhor imagem... misto com o que há de mais quente e saboroso no inferno, injeções de sensações alucinadas, arranhadas e devagarosamente devoradas. Quero engolir as palavras com copos cheios d'agua, e quero manter meu coração aberto para tudo isso... RR

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Quadrinho de Quinta Categoria Parte II (Não Vou Esperar)


Lá vai...lá vai...hoje foi um dia difícil, cheio de coisas importantes a serem resolvidas...e todas foram...agora falta cumprir a quinta full... dessa vez trago aqui "não vou esperar"...a menina com a arma na boca revela um desfecho escondido...ele vai assim...


nÃo VoU eSpErAr


VocÊ não vai dizer nada?
Cadê sua indignação perante minha indiferença?
Onde é que eu poderia colocar
todas as coisas que ainda não existem entre nós
são muitas e muitas
e eu não quero esperar
e eu nao vou esperar
VocÊ não vai chorar nenhuma lágrima?
o que significa esse sorriso falso no rosto?
SE é que eu posso crer que seja
simples como o grande vazio que existe entre nós
Eu sinto e me repito
E eu não quero esperar
e eu não vou esperar

sempre que tentava te dar amor
vocÊ fugia
sempre que tentava te mostrar o outro lado
você fechava os olhos
apenas porque não é capaz
de um dia qualquer concordar
não me importo que você não seja como eu
começos e finais são tão normais
ninguém estava aqui
ninguém
ninguém virá pra substituir
ninguém
E você não vai dizer nada?
Você não vai chorar nenhuma lágrima?
Tem certeza de quer deixar as coisas assim
algo que nem começou e já chega ao fim
Eu finjo que reflito
E eu não quero esperar
e eu não vou esperar
Juro que não quero esperar
Juro,
juro,
Juro
que não vou esperar
VocÊ sabe...
RR
23/10/2009

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Nada Parecido

Olhe para todas essas fotos
dos mais livres sorrisos
até aos baldes de lágrimas

viagens infinitas pelo mundo afora
ou pelas quatro paredes de um quarto
novidades criadas
caricaturas inventadas

sempre saberemos
sempre lembraremos
pra sempre como nunca havia sido
não existirá no mundo algo parecido
nada parecido, nada parecido

leve como quem pode voar
toda hora era hora de amar
ressurgia todos os dias
pelas cidades acesas e rodovias

Luzes brilhantes e vento a favor
tudo era motivo para celebrar
conspirava-se um grande amor
e nada mais havia de importar

sembre saberemos
sempre lembraremos

depois que tudo acabasse
e tudo retornasse à realidade
ficava presa no ar uma saudade
e tudo a fazer era aguardar a hora de se ver

sempre saberemos
sempre lembraremos
pra sempre como nunca havia sido
não existirá no mundo algo parecido
Nada parecido, nada parecido...RR
11/10/2010

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Insônia...

São 05h27min da madruga... eu rolei e rolei na cama, mas não consegui dormir. Antes disso, uma pessoa muito importante pra mim brigou comigo. A última pessoa com quem eu gostaria de brigar no mundo. Foi ruim. Depois da insistência em dormir sem sucesso, resolvi me levantar e vir pra cá. O dia tá clareando já, da de ver pela janela. Eu to tremendo, não sei se de frio ou de raiva ou de decepção, ou de agonia, ou de seja lá o que for. Vou ficar aqui até que chegue a hora de ir para o serviço....RR

sábado, 9 de outubro de 2010

As Coisas que eu Quero Esquecer...

De todos os erros por todos os lados
minha vida se bagunça, eu estou estressado
se tudo o que imagino acontecer de verdade
vai ser pior para mim, seria uma má realidade

inversos me tomam, me bebem num gole
meu ano tá quente entre altos e baixos
uma surpresa por esquina, um copo pelo meio em cada bar
se tudo o que eu quero na vida é ter paz...

amar.... enquanto puder, enquanto sobreviver
deixar... de lado as coisas que eu quero esquecer

Vidas úteis, laços entrelaçados
sombras curtas vivendo no passado
os meios não chegam ao final
eu to carente de uma idéia genial

o vento frio me sopra, me impede que eu volte
eu quero que o amor me pegue e não me solte
é como se subisse a pressão
eu não posso controlar o meu coração

amar... enquanto puder, enquanto sobreviver
deixar...de lado as coisas que eu quero esquecer...RR
9-10-2010

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Apreensão...Tensão

...
A agonia de não saber, procurar e não encontrar, falta o ar e tudo parece me deixar ansioso... tenho sono e ao mesmo tempo dificuldade para dormir. Eu não queria e não deveria estar assim. Ouço coisas que não se concretizam. Sei o que me acalma e me odeio por ser isso que também me causa esse tipo de coisa. Vou e volto, mas continuo aqui. Quero ficar perto. Quero que esteja do meu lado. Vira e mexe algo ruim me toma. Parece que sei como resolver, mas não consigo. Fico esperando feito um idiota por um toque que me devolva a calma. E nessas horas eu não gosto disso porque deixa de me fazer bem. Exatamente às 0h47min de uma madrugada de sexta para sábado... na qual eu não tenho porque estar assim. RR

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Quadrinho de Quinta Categoria >>>Parte I (Insanidade)

Então.... o dia passsou e por pouco o primeiro Quinta Full ficaria pra trás... mas como eu não queria deixar passar em branco...fui às pesquisas dos meus baús... e encontrei um textinho intitulado "Insanidade".... aliás, não fui tão longe no baú da vida...viagei a praticamente um ano atrás...então chega de lero lero e vamos a ele...

InSaNiDaDe
Aquele seu micro vestido roxo
Aquele sorriso malicioso no rosto
você me completa com sua insanidade
e eu já não quero saber da verdade

Eu respiro seu perfume, você os meus poemas
Eu quero te prender na cama com algemas
E te levar até o gemido final
Numa noite perfeita, noite surreal
e depois você vai me fazer pensar mais uma vez
que agora você me ama de verdade
mesmo que eu saiba que é um desenho fraco
é só uma ou duas noites de insanidade


VocÊ vai voltar
Vai voltar pra sua casa
E lá vai me esquecer
E eu vou suspirar
Eu sei que vou suspirar
E lembrar todo tempo de você

Quando vocÊ ligar seu rádio
e ouvir uma daquelas canções
inevitavelmente vai chorar
Vai sentir saudade
E eu não quero saber a verdade

E depois de algum tempo
quando eu estiver tirando você do pensamento
de mim você vai se lembrar
Eu te completo com a minha insanidade
E mais uma vez vai pedir pra voltar

VocÊ vai voltar
voltar pros meus braços
Outra noite louca pra viver
E eu vou te respirar
Mais uma vez te respirar
E realizar os meus sonhos em você...
RR
23-09-2009

Quadrinho de Quinta Categoria...

Coisas antigas que são registradas num caderno qualquer...pensamentos e momentos que são legais de ver e recordar... tempos e mudanças, verdades, mentiras, inconstâncias...vida normal, alucinada, sentimental, sexual... toda quinta-feira será postado algo desse tipo...
será a QUINTA- FULL

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Coisas da Vida

Saber de alguma coisa a mais, viver um ponto de vista diferente, ser fiel ao que se pensa, ter a coragem de mudar, sem medo de dar a cara à tapa e o coração à faca de um amor... se atirar de um prédio de sentimentos sem saber em que posição cair. Sonhar todos os dias com um pouco mais de coisas certas. Honestidade... opiniões, mil e uma formas e caminhos. A vida e suas caixinhas espalhadas por todos os lados reservando as diversas surpresas. Brilho do sol batendo no rosto. Manhã quente de muito trabalho, tarde plena e noite calma. Logo depois tudo ao contrário. Copos pela metade com misturas incomuns. Enlouquecer por pura curiosidade ou quem sabe por imenso tédio. Viajar por ai com alguém legal ao seu lado, mais do que isso, menos de um segundo pra o mundo desabar. Perder controle, vencer a ansiedade, dar tempo ao tempo, curtir a saudade. Esperar o amanhecer mais incrível...ter a certeza mais clara do mundo de que tudo é possível...basta querermos...RR

a PIOR sensação da minha vida...

Era noite seguida de outra noite sem dormir. Estou reunindo forças de todos os lados para carregar coisas que não tão cabendo em mim, mas outra hora falo nisso. Agora quero contar sobre a noite de ontem, onde eu provei a pior sensação da minha vida nesses 23 anos que me trouxeram até aqui. Então, antes de ir pra casa estava eu no dilema de o quê fazer... meus amigos me convidaram para beber e jogar playstation 2, mas eu preferi ir pra casa. O sono começava a invadir a mente e a primeira coisa que fiz foi cair na cama conforme estava, mas não passaram dois minutos e eu já levantara, decidindo fazer alguma outra coisa. Percebi que estava com fome e então fui preparar algo. Liguei o som e a música um tanto alta me deu um novo ânimo. Em casa apenas meu pai e eu. Eu estranhei que ele estava muito quieto na sala, não falara nada desde quando eu havia chegado, a televisão estava num volume baixíssimo e a minha música alta que sempre o incomoda parecia não estar existindo pra seus ouvidos. Então fui até lá, falei um pouco com ele que se encontrava quieto no sofá. Fiz palhaçadas cotidianas que ele sempre acha graça, mas dessa vez não houve reação. "Tudo bem", pensei eu, mas ainda estava achando estranho. Disse a ele que iria tomar um café e o perguntei se queria, ele respondeu que mais tarde sim. Então voltei a cozinha e lá estava eu a me alimentar. Meu pai podia estar cansado, afinal trabalhou muito o dia inteiro, minha mãe trabalha a noite num hospital e portanto, não estava em casa. Ele toma remédios controlados desde adolescente. Então terminava eu o meu café quando ele veio até a cozinha e decidiu tomar um também, colocou a água no fogo e parou-se encostado num balcão. Eu tinha um monte de coisas pra fazer, mas estava ali naquela hora sem saber o que faria, pois minha mente tava cansada já de um dia cheio que tive. Foi quando meu pai começou a tossir, como se estivesse engasgado. Foi tudo muito rápido e parecia que ele ia vomitar...em segundos suas pernas amoleceram e ele tremia todo. Ia se jogar no chão quando eu intervi. Segurei meu velho pelos braços enquanto ele desabava. Dei meu corpo para que ele se debatesse. Estávamos ali estirados no chão da cozinha. Enquanto ele grunia e babava suas mãos foram se contorcendo, parecia que ele estava sendo eletrocutado. Não sei quantos minutos durou aquilo, mas pareceu uma eternidade. Por um minuto considerei a possibilidade de perdê-lo em meus braços quando seu peito disparou de forma bruta, eu segurava sua cabeça enquanto o suor corria nela. Quando ele finalmente começou a parar de tremer, não conseguia respirar. Puxava seu fôlego como se não houvesse ar algum nos pulmões. Nisso consegui alcançar o celular e liguei para minha mãe. Então ela me disse para largá-lo devagar no chão e ir até o quarto onde tinha um óleo ungido da igreja deles. Me disse para que eu pegasse esse óleo e esfregasse na testa dele. Foi o que eu fiz. Demorou um tempão até que ele recuperasse a respiração. Então ele continuou desacordado. Eu falava com ele mas não tinha resposta. Permaneci ali até que ele despertasse a consciência. Depois de algum tempo consegui levá-lo ao quarto. Com tudo tranquilizado eu chorei, imaginando o que acontecia com a mente dele... imaginando como seria se não houvesse ninguém ali com ele na hora...ele bateria milhares de vezes com a cabeça no azulejo da cozinha. Desde que ele começou a tomar seus remédio isso raramente acontecia, mas eu nunca havia presenciado nada. Ao contrário da noite passada, nessa fui dormir cedo. E diferente de todas as noites em que deito e durmo na hora, nessa eu fiquei um tempo a refletir. Com lágrima nos olhos...finalmente peguei no sono.. RR

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Corre, corre

Já me conheço...quando ando nas ruas e me deparo franzindo a testa, é porque estou preocupado com algo...e é esse corre corre de sempre que às vezes enche o saco... mas agora a coisa é grande, envolve obras e construção da casa, o lar doce lar, que está sendo feito, refeito, construido, aproveitado, indo abaixo. E são coisas grandes pra comprar, detalhes que faltam, órgãos públicos incompetentes que só servem para atrapalhar e tudo mais que uma obra envolve; quem já passou, sabe como é... e ter que administrar isso mais o volume de coisas que já se tem causa um certo stress a mais que é preciso ser tirado de letra, mas como fazer não é tão fácil quanto falar, fica um tanto difícil.
A gente corre, corre e corre quando o bom mesmo é ficar parado. Por isso nesse momento parei, parei tudo o que eu estava fazendo (e não era pouca coisa) e vim pra cá escrever isso. Bom, não estou totalmente parado, você pode me criticar, mas eu dei um tempo no relógio, como se ele olhasse pra mim, baixasse a cabeça e concordasse em parar, seja por cinco ou dez minutos.
Agora corre um vento bom na janela e ele sopra meu pescoço. As coisas estão acontecendo ao redor e lá longe, no meu quintal. Espero poder dar conta de tudo de forma, no mínimo, tranquila pra mim, as pilhas de afazeres aumentam na minha frente...as pessoas se cumprimentam na rua, eu não dormi a noite inteira e meus olhos estão baixando aos pouquinhos como se quisessem um balançar de rede que os façam fechar e descansar. E assim o dia vai passando...até que chegue a noite e com ela mais uma incognita de entre dormir cedo, tarde ou nem um nem outro... e por enquanto é isso, dou fim à breve pausa e vou recomeçar a dar jeito na bagunça que só aumenta ao meu redor...RR

Falta de Sorte

Minhas idéias desorganizadas, minhas fontes planejadas
A virtude cega de quem não sabe onde vai parar
Sigo deitado na minha cama, pensando em não dormir
Todos amam e todos choram e todos sorriem e eu to aqui

sem direção
sem um vão
que possa me levar
sem ambição
meu coração
que ainda quer amar

tudo fica tão diferente, às vezes chego de repente
eu largo todas as mãos que querem me puxar
eu ainda estou tentando entender direito
mas não tem ninguém pra quem perguntar

ainda guardo coisas só pra mim
ainda vejo o mundo com possibilidades
carrego a falta de sorte, enfim
por todas as ruas em todas as cidades

sem direção
sem um vão
que possa me levar
sem ambição
meu coração
que ainda quer amar... RR
05-10-2010

Começo

Hoje é uma manhã como várias outras, e eu sou mais um como vários outros... que falam sem parar o tempo inteiro, divertem e preenchem os espaços vazios... queria eu ser do mesmo jeito de sempre, pra cima e alegre, espalhando alto astral, vivendo tudo intensamente sem me importar com o final...ah o final, sempre tão incoveniente e se apresentando de formas diferentes para aqueles que o anseiam e para os que nem sequer o esperam... o grande fim... que causa dor e pode deixar marcas que duram para sempre...uma coisa que não muda a vida inteira não enjoa a ninguém por não parecer ter o final, o que é demais e atrapalha, ou o que nunca acontece, mas que parece sempre estar por vir... a vida e suas imperfeições, tão perfeitas e desconhecidas... razoavelmente vividas que ninguém é capaz de duvidar. Quem hoje pode apontar o dedo e se dizer dono da razão, decidir sobre o sim e o não? Quero poder ser bom de coração, fazer tudo com ele e dedicar a todos o meu melhor...pois pra valer à pena pode parecer que se precise de muito, mas acho que na verdade não é...basta acharmos um caminho, e ser sincero já é um ótimo começo... RR